O bem amado.

25 de jul de 2010

|
Olá pessoal, boa noite!


Acabei de chegar de uma badalada sessão de "O Bem Amado", em cartaz nos cineminhas do BR, e vim dar uma opinião sincera e nada técnica sobre o filme xD. Sério, me espantei de ver a sessão das 21:00 tão lotada...

A primeira(o) preconceito impressão que tive ao ver a fila "inicial" do filme é que não ia dar quase ninguém e que todos que a formavam eram, digamos assim, "mais velhos". Ok, primeira impressão "formada", vamos adentrar o cemitério cinema (piadinha interna, só vai entender depois de assistir o filme, Q). Após alguns 21 minutos contados no relógio de trailers, o filme começou com as luzesinhas ainda acesas. Pode um negócio desses? Sim, em Natal tudo é luz e papai noel. Q-

Enfim, não vou contar a história do filme! Apenas as impressões que tive:
Marco Nanini é simplesmente um dos melhores atores que eu conheço. Por mais que você faça força, vc não encontra semelhanças entre os diferentes papéis que ele faz. Como posso dizer... Ele consegue se despir de si mesmo e encarna o personagem! E digo mais: Carolina Dieckman, please, attend some classes with him... O prefeito é um dos mais hilários personagens que o ator viveu.

Outra coisa muito sutil, permeada por todo o humor do filme, mas que fica como mensagem é a questão da corrupção na política. E esse ponto está sutilmente apresentado ao longo do filme. Não digo isso em relação ao humor escraxado mas sim em relação às posturas da massa de votos população durante os acontecimentos do filme, às formas como Odorico realiza suas roubalheiras e propinagens manobras políticas e a constante correlação feita com o regime militar. Parece apenas obra de humor, mas se o espectador prestar um pouco de atenção (e nem precisa ser um visionário do apocalipse), vai perceber que muitas das mensagens daquele filme podem ser extraidas pra nossa atual realidade.

Entrei sem muita animação, e gostei MUITO do conteúdo do filme, do elenco, das músicas, do enredo cômico e, infinitamente mais, dessa mensagem política que o filme traz. Se você puder prestar um pouco de atenção nesses aspectos, volte aqui e deixe um comentário, vou gostar muito de ver.

Sem mais delongamentos adelongantes encompridamente compridos,
Abraço do Msés!

4 comentários:

Rodrigo Vilar disse...

Filme parece ser interessante, vou procurar assistir ele e voltar aqui pra ter um comentário de mais respeito e que possa acrescentar mais alguma coisa, enfim brb just w8 -q.

Bom Post Mses <3

Taly disse...

Nossa, que inveja tenho de você. Tava torcendo pra já tá em cartaz quando fui à Natal, mas não estava D: O jeito vai ser esperar xD

E eu ri muito do comentário da Carolina Dickman. Não só ela como a Vera Fischer também precisam muito. Até a Grazi tá melhorando (menos, Taly, menos).

E quanto as luzes acesas, quando fui ver Encontro Explosivo eles só faltaram não apagá-las ¬¬ Dava agunia isso.

Ana Luisa disse...

Ah, agora deu vontade de assistir ao filme, mas como todo bom interior, o jeito é esperar sair em dvd ou baixar mesmo xD

Manfrinni Leal disse...

Vlw Ramsés!!! Vejo que realmente corrupção é um tema bastante atual e que ainda a nossa população brasileira, em geral, não está afim de debatê-la, mas de se vender por poucas merrecas.

... Agora deu vontade de assistir!!! Oooooo

Postar um comentário

Momento Retrô

Visitas

Tecnologia do Blogger.