Parabéns pelo seu dia, Feliz dia do Homem! xD

15/07/2011

| 2 comentários
Darei os parabéns a todos os homens leitores deste blog, assim como as mocinhas q são conhecidas como "meninos de cabelo grande" do grupo (olha nós na fita ai gente kkk).
Meninos, darei os felicitações de coração pq eu sei q as mulheres são seres complicados e sei que vcs não se estressam em tentar nos enteder, mas pelo menos estão sempre a disposição quando precisamos (nunca fiz nada num carro pq sempre tinha algum homem p fazer; nunca fiquei com frio pq sempre tinha um homem p me dar um agasalho; nunca tive de abrir um pote de azeitonas - n estou nos EUA p abrir picles kkkk- ). Pera, n vamos arengar (termo 100% nordestino)! O que eu quero dizer é: Parabéns pelo seu dia.

♫ Todo carnaval tem seu fim ♪

11/03/2011

| 0 comentários

Eis que o maior feiradão que teremos este ano passou-se e agora podemos começar o ano. Procurando algumas coisas sobre o Carnaval, encontro um vídeo de uma repórter relatando de maneira PERFEITA (na minha opinião) o nosso carnaval ultimamente.

Foi-se os tempos em que eu, pobre aborrescente, pulava junto ao Bloco Ala Ursa, jogando farinha em quem resolvesse passar por mim e levando um bolo na minha cabeça pra casa no final da tarde. Foi-se o tempo em que carnaval era sinônimo de músicas divertidas e alegres. Foi-se o tempo que eu era jovem para suportar tantos dias acordada até tarde, ouvindo as músicas que ali tocavam para multidões que dançavam alegremente (inclusive eum não tão alegremente assim shamy). Foi-se todo esse tempo.

Não vou alongar mais este post. Queria apenas divulgar o vídeo que me impressionou por dizer tantas verdades. Sei que o carnaval é uma época boa para nos desligarmos de muitas preocupações e rever os amigos, mas tudo tem seus prós e contras.

 

 



PS.: O título foi em homenagem ao @duducaico xD

53º GRAMMY Awards #2

15/02/2011

| 2 comentários

Primeiramente, eu espero que tenham gostado do novo layout. Demorei, mas achei algum que ficasse fofenho *o*  e mais divertido. Eu sei que essa imagem não ajuda em nada por ter muitas cores e tals… Mas só em ter o fundo branco e cores mais leves já ajudou pra “ca*beep*”. Então, espero que curtam o bloguinho do mesmo jeito que eu tô voltando a curtí-lo.

Como o post sobre o GRAMMY estava grande o suficiente para me fazer desistir da ideia de colocar algo a mais, resolvi criar mais um post para expor algumas coisas que foram deixadas de lado e colocar as 109 categorias (SIM! TUDO ISSO @.@) e seus respectivos vencedores à disposição do pessoal que não teve a oportunidade de acompanhar. Eis os vencedores da noite:

 

Álbum do ano: The Suburbs, Arcade Fire
Gravação do ano: “Need You Now”, Lady Antebellum
Álbum Rap: Recovery, Eminem
Artista Revelação: Esperanza Spalding
Música do ano: “Need You Now”, Lady Antebellum

 

POP:
Álbum Vocal feminino: Lady Gaga, The Fame Monster
Performance Vocal por dupla ou grupo: Train, “Hey, Soul Sister (Live)”
Álbum Vocal Tradicional: Michael Bublé, Crazy Love
Performance  Vocal Feminino: Lady Gaga, “Bad Romance”, The Fame Monster
Performance Vocal Masculino: Bruno Mars, “Just The Way You Are”, Doo-Wops & Hooligans
Colaboração Vocal: “Imagine”, Herbie Hancock, Pink, India.Arie, Seal, Konono No 1, Jeff Beck & Oumou Sangare, The Imagine Project
Performance Instrumental: “Nessun Dorma”, Jeff Beck, Emotion & Commotion
Álbum Instrumental: Take Your Pick, Larry Carlton & Tak Matsumoto

R&B:
Performance Vocal Feminino: Fantasia, “Bittersweet”, Back to Me
Performance Vocal Masculino: Usher, “There Goes My Baby”, Raymond V Raymond
Perfomance Vocal por dupla ou grupo: Sade, “Soldier of Love”, Soldier of Love
Performance Tradicional: John Legend & The Roots, “Hang On In There”, Wake Up!
Música R&B: John Legend & The Roots, “Shine”, Wake Up!
Álbum R&B: Wake Up!, John Legend & The Roots
Álbum Contemporâneo de R&B Album: Raymond V Raymond, Usher

 

RAP:
Música: Jay-Z & Alicia Keys, “Empire State of Mind”, The Blueprint 3
Colaboração: Jay-Z & Alicia Keys, “Empire State of Mind”, The Blueprint 3
Performance por dupla ou grupo: Jay-Z & Swizz Beatz, “On to the Next One”, The Blueprint 3
Performance solo: Eminem, “Not Afraid”, Recovery
Performance Alternativa: “F*** You”, Cee Lo Green

 

ROCK:

Álbum: Muse, The Resistance
Performance Vocal Solo: Paul McCartney, “Helter Skelter”, Good Evening New York City Performance por dupla ou grupo: The Black Keys, “Tighten Up”, Brothers
Música: “Angry World”, Neil Young, Le Noise
Performance Hard Rock: New Fang, “Them Crooked Vultures”, Them Crooked Vultures
Performance Metal: “El Dorado,” Iron Maiden, The Final Frontier
Performance Rock Instrumental: Jeff Beck, “Hammerhead,” Emotion & Commotion

 

DANCE:

Gravação Dance: “Only Girl (in the World)”, Rihanna
Album Eletrônico/Dance : La Roux, La Roux

 

COUNTRY:
Álbum: Lady Antebellum, Need You Now
Performance Vocal Feminino: Miranda Lambert, ” The House That Built Me”, Revolution
Performance Vocal Masculino: Keith Urban, “‘Til Summer Comes Around”
Música: “Need You Now,” Dave Haywood, Josh Kear, Charles Kelley & Hillary Scott, songwriters (Lady Antebellum) (Need You Now)

Performance por dupla ou grupo: Lady Antebellum, “Need You Now”
Performance Instrumental: Marty Stuart, “Hummingbyrd” (Ghost Train: The Studio B Sessions)
Álbum New Age: Miho: Journey to the Mountain, Paul Winter Consort
Álbum Jazz Contemporâneo: The Stanley Clarke Band, The Stanley Clarke Band
Álbum Jazz Vocal: Eleanora Fagan (1915-1959): To Billie With Love From Dee Dee, Dee Dee Bridgewater

 

LATIN:
ÁlbumPop: Paraiso Express, Alejandro Sanz
Álbum Alternativo ou Rock: El Existential, Grupo Fantasma
Álbum Tropical: Viva La Tradición, Spanish Harlem Orchestra
Álbum Tejano: Recuerdos, Little Joe & La Familia
Álbum Norteño: Classic, Intocable
Álbum Banda: Enamórate De Mí, El Güero Y Su Banda Centenario

 

JAZZ:
Álbum Jazz Contemporâneo: The Stanley Clarke Band, The Stanley Clarke Band
Álbum Jazz Vocal: Eleanora Fagan (1915-1959): To Billie With Love From Dee Dee, Dee Dee Bridgewater
Jazz Improvisado: “A Change Is Gonna Come,” Herbie Hancock (The Imagine Project)
Álbum Jazz Instrumental por grupo: Moody 4B, James Moody

 

MÍDIA VISUAL:
Videoclipe curto: “Bad Romance,” Lady Gaga
Videoclipe longo: “When You’re Strange,” The Doors
Álbum Musical: American Idiot (Featuring Green Day)

 

Deixo aqui também alguns vídeos com os shows mais badalados. A qualidade pode não estar boa, mas foi o que encontrei pelo Youtube no dia de hoje. Vai que amanhã tenha em qualidade linda e maravilhosa, né?

 

Yolanda Adams, Christina Aguilera, Jennifer Hudson, Martina McBride & Florence Welch

PS: O melhor é a queda de Aguilera no final da perfomance hihihihi

 

Lady Gaga

 

Usher, Jaden Smith & Justin Bieber

 

Cee Lo Green & Gwyneth Paltrow

 

Norah Jones, John Mayer & Keith Urban

 

Brunos Mars

 

Rihanna & Drake

 

Mick Jagger

 

Rihanna, Eminem & Dr. Dre

 

Katy Perry

 

Lady Antebellum

 

 

 

E o link para o download do torrent da premiação encontra-se aqui. Baste clicar nos links abaixo:

Parte 1

Parte 2

Não sabe o que é torrent? Não tem problema. Aqui tem um TUTORIAL simples do simples ajudando você a não ser tão leigo quanto parece.

 

Bjoks!!!

53º GRAMMY Awards #1

| 0 comentários

Olá, pessoas!!!! Aqui estou depois de meses sem uma atualizaçãozinha e sem explicações para tal feito. Também não tô a fim de encher linguiça falando o por quê de não postar mais durante este tempo. Por isso, serei bem breve: Sem paciência, vontade ou criatividade. AH! E um fator importantíssimo: FÉRIAS! que eu não tive

Domingo (13/02/2011) aconteceu uma das milhares de montes de premiações que existem, o 53º GRAMMY Awards. Muita gente feia e mal vestida bonita, música boa (inclusive as que eu e boa parte das pessoas perdemos de assistir porque, né, o site do Grammy e o YouTube resolveram brincar com as pessoas que queriam assistir ao evento online – pobres sem TV a cabo/por assinatura) e uma quantidade exorbitante de celebridades surgindo com trajes desde o cute cute *o* até o WHATAFUUUUUUUU////

Como a minha inspiração estava um lixo e eu adormeci antes do evento pensar em acabar, pedi à Msés que me ajudasse com um resumo rápido sobre o que se passou nessa linda noite de começo de semana.

Eis que surge ele, Msés, num estilo “Por favor, não toque no cachorro”.

Então gente, vou falar um pouco das apresentações desse Grammy bombadão, no qual apenas artistas decentes e merecedores receberam premiação! Me senti realizado por ver apenas trabalhos interessantes recebendo prêmios, e claro, uma PEQUENA parcela dessa felicidade se deveu ao fato de Justin Bieber ter ficado com cara de taxo no fim da noite. Isso foi apenas um detalhe que eu não precisaria nem comentar aqui, até porque não teve importância em me deixar rindo o resto da madrugada, mas enfim, vamos ao que interessa!

Lady GaGa - Precisa comentar? Artista de talento aguçado para o bizarro/interessante, entrou no evento abrindo alas, literalmente: ir ao show no seu ninho chegou a ser, de longe, a entrada mais tronxa que eu poderia imaginar! Seus dançarinos/companheiros de espécie a carregaram até o palco, de onde ela finalmente eclodiu da sua nave da xuxa do seu ovo, num traje amarelo gema-de-ovo-like e chifrinhos, numa aparência levemente draconiana. Enfim, cantou seu novo hit,"Born this way", que alguns comentam um leve "madonna feelings" ao ouvir. Dança bizarra e indiscritível, figurino bizarro (além dos xifrinhos faciais, todos os da espécie tinham protuberâncias nos ombros). Enfim, bem GaGa mesmo.
Lady Antebellum - Os grandes campeões da noite! Com cinco Grammys, não poderia ser diferente: a noite ficou leve nas vozes do trio e a platéia embarcou na melodia. Sou muito suspeito pra falar do grupo, então vou deter os meus comentários ao simples: Thumbs up!

- Taly se intromete: Sem contar que você ainda imaginava que fossem um bando de velhos _ _”

- Msés manda Taly ir catar “fintxe reãis” na esquina.


Cee-lo Green/Gwyneth Paltrow - Mermãaaaaaao, uma das melhores da noite pela crítica! Com uma música censurada e diferente, "Forget you" deu nome à apresentação da noite, que, na opinião desse pseudo-crítico, foi a melhor! Não bastasse Cee-lo, num figurino emplumado-excêntrico e Gwyneth Paltrow numa interação perfeita, ainda pudemos relembrar os MUPPETS! Sim, não eram eles, mas dúvido que alguém não tenha pensado nos mesmos quando viu aquelas marionetes cantoras. Ficou muito legal, agradou a todos os estilos! Thumbs, Heads, Feet, Body, Hands, World up!!!
Norah Jones/Keith Urban/John Mayer - Homenagearam Dolly Parton com "Jolene". A mistura das vozes encantou quem assistia, enquanto pareciam cantar entre amigos, num barzinho, de tão à vontade. Thumbs up!

Katy Perry - Deslumbrante. Boa cantora, voz intensa, bonita, estava numa noite brilhante. Cantou "Teenage Dream", entre outras em mash-up, e levantou a galera no evento. No seu balanço-estelar, cantarolou enquanto os expectadores hipnotizados pelo canto da sereia apenas observavam a performance flutuante. Entre os efeitos, a cauda do seu vestido servia de plano de fundo para o vôo, enquanto exibia imagens do seu casamento. Acredito que tenha sido a apresentação mais elaborada da noite, apesar de simples. Thumbs up.
Eminem/Rihanna/Dr.Dre - Foi uma apresentação bastante estilosa. Rihanna iniciou "Love the way you lie pt. 2" quando surgiu das trevas, ele, Eminem. Apesar da Taly dizer que ele evoluiu bastante fisicamente musicalmente falando, continuo achando que ele tem a mesma voz, canta no mesmo ritmo, e não me agrada muito, da mesma forma que há 6-8 anos, quando ouvi falar nele. A apresentação, concordo, foi interessante. Tirando os "breus" que por vezes demoravam muito e só focavam no artista, ficou atrativa porque parecia envolver o público e dispor de todo o palco do evento, pois nunca ví alguém andar tanto, sem ser em círculos, enquanto se apresentava. Rihanna continuava cantando, e, de repente, seu cabelo tocou fogo. Ok, é mentira, mas ela continua com seu cabelo vermelhão, cotonete hemorrágico. Por que ela insiste em ficar "feia"? Mas, há quem goste... No geral, thumbs up!
Mick Jagger - Apresentação energética, envolveu todos da platéia. Com "Everybody needs somebody to love", a galera pulava doidamente, assim como o astro do rock. Nunca ví alguém com tamanha presença de palco, e acho que com tanta energia também... Apesar da idade, acho que nem Ivete pularia tanto quanto ele no palco, e pior é que ele o faz com estilo, sem parecer um louco pisando em brasa ou macaco alegre. O axé poderia ganhar esse ensinamento como contribuição do rock, concordam? Mas, não posso negar que esta foi a apresentação que mais me trouxe alegria: já sabíamos que o Bieber tinha perdido as chances de ganhar um Grammy, e, na brincadeira, dissemos que o Jagger estava torcendo por ele. 10 minutos depois, surge Sr. Jagger, pulando efusivamente e alegrando a massa. Ok, tivemos a certeza kkkkkkkkkkkkk!

Bieber/Usher - Não ví a apresentação, ainda não estava acompanhando o Grammy neste horário porque estava assistindo um certo reality show que infelizmente me escraviza, por começar sempre no auge do meu tédio nas férias... Acabo cedendo ao meu impulso curioso de quem procura algo pra fazer/comentar, e, assim, meio-viciando no reality. Ah, mas é sempre válido lembrar que mesmo que eu já estivesse assistindo o Grammy, iria ignorar este momento. Bieber? Tsk. Thumbs down.
Rihanna/Drake - Essa, gostaria de ter visto... Também não assisti, por isso não posso dar uma opinião.

Arcade Fire - Gostei sim! Um estilo diferente do que esteve em voga na noite, e bastante diferenciado. Melodia interessante, vozes muito boas! Não foi à toa que ganharam o Grammy de melhor álbum do ano. Nunca os tinha ouvido, talvez essa tenha sido a premiação mais "zebra", na visão de muitos, mas a apresentação do grupo foi significativa, alternativa e foi o "ending" do evento. Thumbs up!

O Grammy 2011 encheu os olhos (e ouvidos) de quem pôde dispor de algum tempo para assistí-lo. 2012? Tamo aê!

Entra Taly sambando “mais sem graça que a top model magrela da passarela”.

Errrrr… Acho que foi dito TUDO, né? Preciso comentar algo?

 

Espero que tenham uma ótima semana! :D

E o Natal?

23/12/2010

| 1 comentários
Hohoho.

Eu me surpreendo como essa data consegue me fazer pensar em tantas coisas... É anual, mas é um momento único, se é que vocês me entendem.

Não sei se alguém se recorda, mas há uns anos (2?) coloquei um post saudosista/irônico sobre o natal, colocando pra fora toda a minha frustração em não ter visto o blog andando e, ao mesmo tempo, reafirmando minha gratidão pelo convívio com as pessoas que me rodeavam naquela época. Este ano, pensei algo bem diferente.

Estava tentando dormir quando senti um frio estranho, daqueles que você sente quando tem medo de perder algo ou alguém. Me recordei das pessoas que eu vejo diariamente no hospital(na minha correria) e com as quais eu nunca conversei muito além do "técnico". Na minha prática tento entender os pacientes da melhor maneira possível, levando em conta outros aspectos além dos sintomas e exames, mas, ainda assim, sinto que me falta algo de autenticidade.

- Sr. João, é esse temor? Sim, esse mesmo.

Por mais preparado que eu esteja, nunca me conformo plenamente com a morte. Ela me intriga: Aquela pessoa que está alí, todo dia, amanhã não estará. E tudo continua no seu rumo, nada caiu, nada explodiu, a natureza caminha... Mas e a família? Os amigos? Aquelas pessoas que compartilharam suas vidas? Os amantes?

A finitude é uma certeza, então por que este temor da perda? É egoísmo? E no caso do passageiro de Caronte, é o ato final de caridade?
Muitos rostos, muitas vidas: A força, a fibra, o respeito, o afeto, a simplicidade, o bom humor, a gratidão, a melancolia, a preocupação, a aceitação, a negação, a remissão. E o frio vai sumindo, com cada um daqueles olhares, com cada capítulo da vida "Terra".

O Natal? No olhar. Na nova situação. Na esperança. No descanço. No recém nascido. No próximo paciente atendido. Na minha família, Nos meus amigos. Na minha finitude.

Momento Retrô

Visitas

Tecnologia do Blogger.