Presente do dia das crianças, risadas de montão...

11 de out de 2010

|
...nem que seja da desgraça alheia.
Pois bem, eu linda (vamos sonhar além de rir) sai com os meus pais hj, resolvemos um milhão (daquelas espigas q só com uma vc faz a canjica toda) de coisas, ai depois de horas na rua decidimos voltar p ksa. Painho me deu a chave do carro e disse: "leve", eu, ser obediente, peguei a chave e vamos p ksa.
Hum, ok, sai da UFRN (lógico q tinha de passar por lá, se eu n passar por lá pelo menos uma vez em cada viagem a Natal meu pai pensa q eu parei de gostar do trab dele kk brincadeira, é q eu sempre resolvo coisas do trab dele com ele), pegamos a paralela a BR (sai pelo viaduto da UF) e filho de uma Xuxa, n consegui entrar na BR, lá fiz eu o nó do mundo todo p ir p uma rua próxima a do Residente (aquele do rodízio de pizza), ai fui parar lá no mecânico (esse era o destino) p ajeitar a trava elétrica q estaVA quebrada (só Deus sabe quando tempo esse verbo estará nesse tempo). Quando fomos sair de lá MINHA mãe (se sua mãe n confia em vc quem confia? seu PAI) disse p o meu pai q ELE devia levar o carro, painho disse q n e seguimos viagem.
Putz entendi pq, quem conhece Natal (capital do RN) conhece a famosa Roberto Freire (ok essa n é q eu peguei n, tarados, quando pensam em Natal só pensam na Roberto Freire), eu tava numa rua transversal a Bernardo Vieira e tava p entrar nela. Deuses entrar nessa rua as 18:00 hrs de uma segunda é um Deus nos acuda (como eu devia ter dado ouvidos a mamãe), mas lá fui eu, entrei, quase q n consigo, fiz um esforso de doer p enfiar o carro naquele minúsculo espaço q restou (pq a merda do trem decidiu passar e parar a passagem dos carros na exata hora q eu tava entrando na rua e n tinha mais oq fazer senão espremer o carro atééé ele caber naquele micro espacinho.
Primeiro estresse, seguimos em direção de casa. Passei o viaduto q dá p zona norte de Natal e lá vamos nós novamente espremer o carro p enviar na MICRO rua q dá p a ponte. Uffa consegui e sem assustar a mamãe (pq ela vive falando de tudo, papai falta pirar quando ele ta dirigindo e ela mete a mão no volante, ele se dana). Passamos do semáforo antes da ponte e quando fomos passar do quebra-mola (n sei como se estreve mesmo) do posto policial eu achei algo estranho O.o "Pai, tem algo estranho a caixa de macha ta mole", "É pq entrou a marcha" - painho dizendo, "Mas ficou diferente", "N é nada, entrou a marcha só isso" - painho dizendo.
Lógico q para passar num quebra-mole se reduz marcha, eu reduzi e o carro só pedindo q eu acelerace, só pedindo, só pedindo e eu a 60kms e nada. "Pai!!!", "Minha filha reduza a marcha p 3ª pq vc n pode entrar nesse afunilamento (como quem ta indo p estrada da Redinha) nessa velocidade" - painho dizendo.
Gente do céu, alguém pode me dizer em q momento eu tinha passado a 4ª? Nenhum!!!! Esse foi o problema!!! A caixa de marcha tinha quebrado!!! Em vez de 2ª o carro entrou em 4ª depois do quebra-mola! E eu n tenho a MÍNIMA ideia de como eu n estanquei o carro! Ai vcs sabem como eu descobri isso?
Quando se entra na estrada da Redinha (praia da zona norte de Natal) vc passar por um semáforo, ai ele fechou eu tive de parar (longe dele ainda e ainda mais numa subida), quando fui passar a 1ª e sair eu andava 2 metros e estancava, 2 metros e estancava. Mainha (lógico) me mandou passar o carro, eu "P" da vida ainda tentei umas 4 vezes até desistir (engarrafamento as 18:30 na principal da zona norte é sacanagem né?).
Painho, 25 anos dirigindo, saindo facinho facinho. Quando chegamos quase no carrefour ZN ele me disse q eu n ia sair de lá nunca, pq a caixa de marcha tinha quebrado e humm sempre q eu acelerava o carro p sair da meia embreagem e seguir na marcha ai o pobre estancava. Meu pai veio de meia embreagem atééé minha ksa. Gente quando entramos em ksa como estava fedendo (pq isso lasca o carro).
Pois bem, esse foi o meu presente do dia das crianças! Legal né? Espero q pelo menos vcs tenham rido pq eu fiquei "P" da vida (hum, e todo mundo q tava depois do meu carro tb! kkkk

5 comentários:

Taly disse...

Sei bem o que é ser xingado pelos pais, principalmente pai. Lembro-me como se fosse hoje eu andando na moto dele e quase derrubando ela no chão. Só não fiz isso pq arranjei forças só Deus sabe de onde pra segurara a dita cuja e me arrebentei toda nessa brincadeira. AH! E só não fui chamada de santa /dik

Rams disse...

KKKKKKKKK, Ai Deus, nossos pais seeeeeeeeempre confiam em nós!
xD

O portão de Caicó ainda está ganhando de mim, bati 3 x 2 entradas corretas T.T Tenho que virar esse placar, não sei como....

Senadora Mila Bezerra disse...

Eu não ri... Bernardo Vieira (A av. com maior número de semaforos do Brasil) às 18:00 não tem graça!! A essa hora eu estou pela prudente ou a rui barbosa indo para a ufrn. Salgado filho se der sorte pega tranquila, agora a romualdo nem pensar. =S
E os carros são assim, de repente eles quebram. Foi uma emoção e das grandes essa sua... deu uma senhora crônica.

Manfrinni Leal disse...

Uma vez quando eu viajava pra Moscow, o disco de embreagem foi destruído... Isso numa viagem a noite e no meio do nada entre Paraú e Assu. O negócio só não foi ruim por completo, pq vinha eu, Gorgonho, Gustavo, Adalberto e Tahiane, e tinha fogos de artifício, queijo e whisk para a noite toda, isso sem falar em nossas brincadeiras.Ex: Ficar fazendo fantasminhas com lençóis na beira da estrada para assustar os transeuntes...

Senadora Mila Bezerra disse...

Esse blog ganhou uma indicação na blogosfera, confira no blog: http://pasargadabr.blogspot.com/2010/12/made-in-contos-de-nise.html

Postar um comentário

Momento Retrô

Visitas

Tecnologia do Blogger.